sábado, 2 de agosto de 2014

Bom dia, Agosto...

Foto captada da minha janela, pela manhã
Na verdade, Agosto não entrou na sua melhor forma. Os dias acordam estremunhados e as manhãs mantêm-se encolhidas, não pelo frio - a temperatura está amena - mas pelo sol que teima em esconder-se atrás dum céu algo nublado, que, ainda assim, continua a exibir - para meu gáudio - aquela bonita cor azulada, quase incandescente.

Ontem foi  assim, diria que um pouco pior, visto que a manhã de hoje está comparativamente mais clara e um nadinha mais luminosa. A tarde esteve bem melhor do que a manhã e espero que hoje aconteça o mesmo... Afinal, estamos em Agosto, no pico do Verão!
Está tudo a mudar, Deus meu! Na política, na economia, nas relações humanas, enfim... na vida.
Será um sinal de que Deus está mal com os homens? Não quero acreditar... Não vou por aí!

Vá lá Agosto, mostra a tua garra e presenteia-nos, como sempre o  soubeste fazer, com aqueles teus dias inebriantes que fazem as delícias de quem está de férias e de todos os que, como eu, gostam de sonhar!