terça-feira, 12 de junho de 2012

Em busca de...


Uma sombrinha na praia, uma toalha estendida, um par de sapatos de senhora, um saco tipicamante feminino, assim sós..., pressupõem, à partida, uma usuária que... não está lá no momento em que a máquina dispara.
Não está porque... está a fotografar?...nada no mar azul e cálido?...passeia pela extensa praia?...está na cavaqueira com um/a velho/a amigo/a?...
Ou... porque simplesmente não está?!...

Eu sei... que é alguém que fisicamente está lá! E também sei que, não estando muito bem psicológicamente, se esforça no sentido de preservar a sua sanidade mental... é que, por muito que não se queira, a vida é, por vezes, má madrasta!
Mas também sei que os seus olhos, em breve, voltarão a BRILHAR e ... a SORRIR!

Muito oportuna a sentida e romântica mensagem do poeta:

Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudade, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!
Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala.
O mais é nada.
                                    (Fernando Pessoa)