terça-feira, 4 de junho de 2013

Ele há coisas...

Hilariante, no mínimo!... Aconteceu na manhã do passado sábado.
Estava eu sentada à mesa de uma esplanada de café à conversa com três amigas, quando vejo  a X. a empurrar um carrinho de bebé rumo à esplanada onde nos encontrávamos. Chegada a uma mesa que distava da nossa aí uns 3 ou 4 metros, a minha comadre X. cumprimentou-me, "olá, tudo bem?", sentou-se, e o carrinho com o bebé ficou ali pertinho dela, virado para mim. Olhei, e pensei pros meus botões: Quem será a mãe daquele bebé tão engraçado? Não o conheço... Traz um chapéu de palha tão giro! Só que não lhe consigo  ver bem os olhitos!... 
Às tantas, uma das minhas amigas, interpela-me:
- Já viste que o teu neto está ali com a X.?
 E eu:
- O meu neto? Não estás bem da cabeça, pois não? Aquele bebé não é o meu neto, será neto de outra pessoa, mas meu não é, com toda a certeza!!
- Aquele é o teu neto, não me digas que já não o conheces?...
Voltei a olhar e a fixar o bebé, mas continuei duvidosa, desconhecia aquele chapéu de palha,   e achei que  tinha o rosto mais rechonchudo e os lábios mais carnudos do que o meu bebé.
Para mostrar à minha amiga que quem estava enganada era ela e não eu, perguntei à minha comadre:
- X., esse bebé é o nosso neto?
- Claro que é Vitória! Não me diga que já não conhece o seu neto? :)
Fiquei para morrer! Levantei-me, aproximei-me, o meu neto sorriu e levantou os bracitos para que eu lhe desse colinho.
Como é isto possível? O meu neto conhece-me melhor a mim do que eu a ele!?  E até as minhas amigas o conhecem melhor do que eu, a avó babadíssima?... Bem sei que eu estava de óculos escuros - que não é desculpa, -  que não conhecia o chapéu que ele trazia -  também não é desculpa, - que o mesmo lhe deixava os olhitos algo escondidos - que continua a não ser desculpa...
Eu tinha, tenho a obrigação de conhecer bem os meus netos em qualquer circunstância! Que diabo, eu não estou maluca! Ou será que tive uma branca???
Inexplicável, no mínimo...:)
 
Desculpa, Mimi!...