sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

BLHÊK!!

Verdade, verdadinha! Isto de se ser avó é francamente delicioso! E como os netos crescem, Deus meu! O Vi tem crescido a olhos vistos a partir do momento em que entrou para a escolinha. Estou deveras encantada e surpresa!  Mérito da educadora - que felicito pela sua dedicação e empenho - e obviamente das crianças que absorvem os conhecimentos como se fossem esponjas!!!
Não vou aqui descrever as muitas aprendizagens que já fez, e das quais vou dando conta, mas  uma das suas gracinhas,  que achei piada tendo em conta os seus tenros e ingénuos três aninhos.
Cá em casa hoje, à hora do almoço, a minha quase sacramental pergunta:
- Então amor como correu a manhã  na escolinha? Correu tudo bem?
- Sim, avó...
- Conta o que fizeste?
- Brinquei...
- Brincaste com quem?
- Com os meus amigos...
(...)
- Muito bem! Mas conta lá à avó, ainda tens namorada?
- Sim, a avó sabe...
- Como se chama ela, que a avó não se lembra...
- Chama-se M., avó!
- Pois... gostas dela, com certeza já lhe deste algum beijinho!?
- Na boca? Não... Blhêk!!...

Começam cedo os pirralhos!. Mas a graça que têm! Irresistíveis!!! :))