quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Sobre a passagem de ano...

Este ano, pela primeira vez - desde que me conheço como gente - abdiquei da  passagem de ano com amigos. Fi-lo a favor dos meus netos  e da minha filha. Os pimpolhos ficaram cá em casa  para darem aos pais a oportunidade de uma "fuga" a dois, sempre benéfica para os casais.
Uma responsabilidade acrescida para mim - bem sei - mas compensada pela força do amor! Deliciei-me a observar os seus comportamentos, não obstante a diferença de idades entre eles. 
O mais velho, o Vi, sempre meigo, calminho e bem disposto, não aguentou a pedalada que a noite exigia... e adormeceu, como habitualmente, por volta das 20 horas. O Mia, de apenas 9 meses,  "decidiu" que tinha de dar as boas vindas ao Novo Ano, em cujo 1º dia  completava os seus 10 meses de vida.
Ao colo da avó, do avô, da bisavó babada, gatinhando por tudo o que era sítio nesta sala, manteve-se acordado e sempre bem disposto e simpático, de sorriso rasgado, observando tudo e todos. Sono? - Nada... Lágrimas? - Nem uma.
Despediu-se do ano velho e entrou no novo ano acordadíssimo. Não muito convicto, mas um pouco mais apagado, lá se deixou vencer pelo sono quando já passavam alguns minutos da 1.ª hora do  1.º dia de 2013, após a ingestão de um belo prato de papa. Ora bem... dia de festa é dia de excessos... :))
 



Os meninos dos meus olhos fizeram desta noite uma noite única e diferente. Vou guardá-la para sempre num cantinho do meu coração!!