sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Faria anos hoje...


Se ainda estivesse entre nós, faria anos hoje. Porém, quis Deus  privar-me da presença física daquele que foi o meu único irmão, permitindo a sua prematura partida para o Reino dos Céus. Já lá vão 11 anos, embora me pareça que foi ontem... Partiu deixando no meu coração e no de todos os que o amaram, e continuam a amar, um vazio imenso, que jamais será preenchido!

Todavia, chorar a sua morte após todos estes anos, deixou de fazer sentido para mim, porque quero acreditar que não morreu, foi apenas viver para outro lado. Partiu fisicamente, as saudades são imensas, mas o seu coração ficou guardado dentro do meu coração e no de todos os que o amam. Continuo a senti-lo perto de mim, continuo a sentir que podemos sempre conversar - conversamos muito - e sei que, esteja onde estiver, irá continuar a apoiar-me incondicionalmente, como sempre fez. Preciso muito dele e ele sabe, já sabia quando partiu!...
 
Descansa em paz, mano! Partiremos todos... um dia. Só Deus sabe  quando. Acredito no nosso reencontro. Até lá!!
Saudade tem rosto, nome e sobrenome.
Saudade tem cheiro, tem gosto.
Saudade é a vontade que não passa.
É a ausência que incomoda.
Saudade é a prova de que
tudo valeu a pena.
Lu Oliveira