quarta-feira, 23 de maio de 2012

Avó moderna?

                                                  Os netos são a nossa continuação...
                                                               
Agradeço a Deus por me ter abençoado com dois netos maravilhosos.
São eles, não esquecendo os meus filhos, que fazem a minha vida valer mais a pena!
Amo-os muito. Tanto quanto sou capaz de amar!
Acredito que as crianças crescem mais harmoniosamente e são tão mais felizes quanto mais se sentem amadas e mimadas. Por isso, mimo imenso os meus netos, agora, ainda bebés e, se eles me permitirem, mimá-los-ei sempre, até que se esgotem as minhas capacidades...
Dir-me-ão que as crianças, de vez em quando, devem ser contrariadas, que não se deve deixar fazer tudo o que lhes apetece. OK! Concordo! Mas... a minha recente experiência como avó - que começou há pouco mais  de dois anos -  diz-me que com alguma perspicácia consegue-se dar a volta a esta questão, basta, tão só, que se respeite e se siga, tanto quanto possível, as regras e a disciplina impostas em casa pelos pais. E não me parece que seja assim tão difícil...
Reconheço que a minha já razoável experiência de vida e a disponibilidade de tempo fizeram de mim uma pessoa muito mais serena, criativa e paciente com os meus netos, bastante mais do que fui na educação  dos meus filhos.

Vamos ver se consigo ser uma "avó moderna"... pedagogicamente falando!


Partilho a descrição de uma criança, sobre os avós, que acho  deliciosa: