domingo, 20 de maio de 2012

O regresso!


                                                  

VIsta panorâmica de ALCÁCER DO SAL

A praia, o mar azul, as gaivotas... ficaram! EU...

Regressei ao que agora considero o meu porto de abrigo, à cidade alentejana que há muitos anos simpaticamente  me acolheu. Iniciava, então, a minha atividade profissional. Nessa época, no auge dos meus vinte anos, o que senti quando aqui cheguei -  vontade de regressar ao " ponto de partida"-  é semelhante ao que hoje sinto quando daqui me afasto por algum tempo. Aquele que outrora foi apenas um "ponto de chegada", rapidamente passou e continua a ser o meu "ponto de partida"!

Menina e moça, alegre, divertida, dinâmica,  muito comunicativa e independente, aqui cheguei, deixando para trás o meu ninho familiar, pronta para iniciar novos e diferentes voos...Empurrão daqui, empurrão dali, fui crescendo como mulher e como profissional! Aqui criei um círculo de amigos, aqui me apaixonei, aqui casei, aqui nasceram os meus filhos... enfim... uma panóplia de acontecimentos na minha vida ao longo destes trinta e muitos anos!...

Para o bem ou... para o mal, por aqui vou continuando nesta cidade de província, a sempre bela ALCÁCER DO SAL! Até quando, só Deus saberá!...

Uma cidade com história, muito bonita, com o rio Sado a seus pés, que do alto do seu sobranceiro castelo nos permite apreciar e fotografar paisagens maravilhosas que convosco partilho (algumas...) e que espero vos aguce o apetite para uma visita mais detalhada. Vale muito a pena!






                                                     




Vista aérea da Cidade


Ponte pedonal, ao pôr do sol


A velha mas imponente PONTE
                                            

As esguias cegonhas nos seus ninhos, em Alcácer do Sal!











Vista do Rio no Centro/ baixa da Cidade