segunda-feira, 21 de maio de 2012

Numa parafarmácia...


No regresso de que falei no post  anterior, parei, durante a viagem, junto de um Hipermercado para comprar um shampoo que o meu filho me havia pedido.

OK! Paro o carro, entro no Hiper, depois na parafarmácia do mesmo, dirijo-me à menina do atendimento, explico o que pretendo e,  verdade seja dita, fui muito bem atendida.
Já com o shampoo na mão, dirijo-me ao balcão para pagar e, de repente, a dita menina surpreende-me com esta pergunta:
-  Comeu peixinho assado ao almoço?
- Não, não comi...! Fiz uma refeição rápida. Por acaso, comi uma nutritiva sopa de legumes e uma deliciosa tosta de frango...
- Como me cheira a peixe assado... pensei que...

Não ripostei ... Tentei sorrir! Despedi-me, saí... entrei no carro e segui viagem a remoer o assunto!
Ora bem, a minha roupa lavada cheirava a peixe assado mesmo  não tendo estado  em contacto com  peixe, nem assado, nem cozido, nem cru!! Nem mais ou menos... O cheiro vinha, com certeza, de outro sítio, talvez de algum restaurante ali por perto!!

A minha questão, ainda que eu cheirasse a peixe assado, que juro... não cheirava, é:
-  Isto é lá observação que se faça a uma cliente desconhecida? Nem a uma conhecida e amiga! :-)

Acontece-me cada uma... Fiquei um bocadinho mal...  eu  considero-me, sou... uma mulher opiniosa :))