terça-feira, 29 de maio de 2012

"Um fogo eterno"

Da autoria das irmãs Bárbara e Stephanie Keating, "Um fogo eterno", 2.º volume de uma Trilogia (Langani), é um livro envolvente e apaixonante, extraordinariamente bem escrito, de leitura fácil, que nos prende do princípio ao fim.
Muito resumidamente,  o romance desenrola-se no Quénia e tem como principais personagens três meninas de meios sociais muito diferentes que, durante a sua infância, se tornam amigas de sangue.
Sara Makay (irlandesa), Hanna van der Beer (africânder) e Camila (britânica), juram que nada nem ninguém quebrará o laço que as une. Porém, os seus sonhos são postos à prova perante as muitas adversidades da vida. E naquela fazenda Langani, várias peripécias acontecem, desde o casamento de Hanna, passando por uma luta constante  para preservar a sua memória naquela fazenda de familia, alvo de ataques violentos que ameaçam a sua vida, a de sua filha e marido, à morte de seu irmão Piet, noivo de Sarah, assassinado não se sabe por quem. Este perturbante segredo  paira sobre elas e tem que ser desvendado...

"Irmãs de Sangue", "Um Fogo Eterno", e "Luz Efémera" (que vou hoje começar a ler) são livros cuja leitura assenta que nem uma luva em quem, como eu, carrega há muito uma imensa vontade e curiosidade de conhecer a exótica África do sol quente, da ressequida terra vermelha, das características fragrâncias, dos inconfundíveis sons da natureza, das místicas tribos, das suas manadas de animais selvagens na savana árida, dos safaris...
Em suma, uma apaixonante saga que me fez sentir numa extraordinária viagem por essa África que, segundo alguns relatos, deixa saudades e vontade de lá voltar a quem a visita pela primeira vez ou... a quem lá viveu!

"Ler "Um fogo eterno" é como estar sentado numa varanda com um gin tónico na mão a contemplar o pôr do sol em África"  (The Times)