quarta-feira, 13 de março de 2013

"Habemus Papam"


Stefano Rellandini/Reuters

A multidão aguardou à chuva e ao frio que o Conclave procedesse à eleição do Papa sucessor de Bento  XVI.


Explosão de alegria na Praça de S. Pedro no Vaticano quando às 18h 06m saíu a fumaça branca da chaminé da Capela Sistina. Aconteceu no 2.º dia, após a 5.ª votação do Conclave.
Coube ao Cardeal Jean-Louis Tauran anunciar o  nome do novo Papa que recaiu na pessoa do Cardeal Jorge Mário Bergoglio, nascido na Argentina, com  76 anos de idade,  Arcebispo de Buenos Aires. Será o primeiro papa a adoptar o nome Francisco,  o primeiro papa jesuíta e também  o primeiro papa oriundo da América do Sul.

Pouco mais de meia hora após a saída do fumo branco, o Papa Francisco I aparece à janela, na Praça de S. Pedro, e dirige-se à multidão para uma primeira benção.  Faz um apelo à fraternidade na Igreja e revela que "os meus irmãos Cardeais foram  buscar-me ao fim do mundo."

Na verdade, pelo que li nos últimos dias na imprensa, o seu nome não fazia parte da lista dos favoritos... Não o conhecia como cardeal, vim a conhecê-lo agora, como Papa. Gostei imenso da sua expressão, parece-me um homem humilde, simples, afável e sereno. A sua missão - a de comandar a Santa Sé - decerto não será fácil! Novos tempos se aproximam... Será este o Papa da mudança? Estou confiante.


Que Deus e os homens ajudem o Santo Padre no seu Nobre  Magistério!